quarta-feira, 24 de março de 2021

Ministério reduz em quase 10 milhões o total de doses de vacinas contra Covid-19 previstas para abril

 

O Ministério da Saúde reduziu a previsão de vacinas contra a Covid-19 que serão entregues pelos fabricantes no próximo mês, de acordo com novo cronograma disponível na plataforma “Localiza SUS”.

O governo previa na versão anterior do documento, de 15 de março, que seriam repassadas 57.179.258 doses até 30 de abril. Agora, em arquivo de 19 de março, a previsão caiu para 47.329.258.

Com a mudança, o ministério indica que o Brasil receberá 9,85 milhões de doses a menos no próximo mês.

O que muda na previsão:

  • Retirada da previsão de 1 milhão de doses da Pfizer para até 30 de abril
  • Redução de 8,85 milhões de doses da vacina de Oxford produzidas

O governo continuou com a previsão total de entrega de 38.097.600 para março, com prazo até a quarta-feira (31), daqui a uma semana. Entre essas doses, 8 milhões são da vacina da Bharat Biotech, a Covaxin, que ainda não apresentou pedido de uso emergencial à Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O prazo está bastante apertado, já que a reguladora exige 10 dias para a avaliação dos documentos.

Para maio, o novo cronograma também apresenta uma redução de 690 mil doses. Enquanto a previsão de entrega feita pela Fiocruz passa de 25 milhões para 26.810.000 – 1.810.000 doses a mais -, as 2,5 milhões de doses previstas para a Pfizer foram retiradas e não estão mais datadas.

Aliás, no novo documento, a vacina da farmacêutica americana não tem um mês específico para a entrega: são 13.518.180 para o primeiro semestre e, no segundo, mais 86.482.890. Outro imunizante dos Estados Unidos, o da Moderna, ainda consta como “em tratativas”. Se o acordo for fechado, segundo o ministério, o país terá mais 13 milhões de doses até dezembro de 2021.

G1

Município de Tenente Laurentino Cruz emite Certidão Negativa de Débitos Federais

Após 6 anos, o município de Tenente Laurentino Cruz/RN consegue emitir novamente Certidão Negativa de Débitos Federais junto a Receita Feder...