quarta-feira, 7 de abril de 2021

Bolsonaro lamenta mortes por covid, diz que ‘política do fecha tudo’ empobrece o Brasil, e que falta ‘humanidade’ a alguns prefeitos e governadores

Foto: Reprodução/CNN Brasil 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quarta-feira (7), durante a inauguração da nova pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, que a política do “fecha tudo” empobrece o Brasil. De acordo com chefe do Executivo, toda a atividade que o homem exerce para levar comida para casa é essencial.

“Essa política de ‘fica em casa’, de tirar o emprego dos outros, de fechar o comércio, está empobrecendo o país. Sabemos do problema do vírus, mas sabemos também do problema do desemprego. Imaginem os senhores estando desempregados, não podendo levar o pão para casa, para seus filhos”, disse o presidente.

Bolsonaro lamentou as mortes em decorrência da Covid-19, mas afirmou que falta “humanidade” a alguns prefeitos e governadores em relação à pandemia. Ainda segundo o presidente, o desemprego é um efeito colateral ainda mais danoso do que o coronavírus. “Queríamos que ninguém morresse, mas temos uma realidade pela frente”, ressaltou.


Mais cedo, em visita a Chapecó, em Santa Catarina, Bolsonaro descartou a adoção de um lockdown de caráter nacional para prevenir o contágio pelo novo coronavírus.

“Seria muito mais fácil atender e fazer, como alguns querem, da minha parte – porque eu posso – um lockdown nacional. Não vai ter lockdown nacional”, disse.

O chefe do Executivo também descartou qualquer apoio das Forças Armadas a prefeitos e governadores que queiram adotar medidas de isolamento contra a Covid-19. “O nosso Exército brasileiro não vai à rua para manter o povo dentro de casa.”

CNN Brasil