sábado, 3 de abril de 2021

Futebol: Governo autoriza realização de jogos no RN

 

Com a autorização do governo, o duelo entre ABC e Sampaio Corrêa pela Copa do Nordeste, neste sábado, está confirmado para o Frasqueirão, em Natal

O governo do Rio Grande do Norte liberou a realização de jogos de futebol profissional no estado. As partidas estavam proibidas desde o dia 20 de março. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial, nesta quinta-feira. O novo decreto destaca a flexibilização de medidas e permissão para funcionamento do comércio, escolas e igrejas no RN a partir da próxima segunda-feira.

Sobre o futebol, em trecho que trata das medidas de suspensão de funcionamento, o decreto diz que “os eventos esportivos de futebol profissional, previstos em agenda de campeonatos oficiais, poderão ocorrer desde que observada a proibição de público nos locais de treinamentos e partidas, bem como a realização de testes em todos os participantes na véspera de cada disputa”. Com a autorização do governo, o duelo entre ABC e Sampaio Corrêa pela Copa do Nordeste, neste sábado, está confirmado para o Frasqueirão, em Natal. O jogo começa às 18h15.

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol, que recuou da decisão de cancelar o Campeonato Potiguar na última terça-feira, deve anunciar em breve a retomada da competição. A entidade ainda não se pronunciou após a publicação do novo decreto do governo. Em nota à população na terça-feira, o presidente da FNF, José Vanildo, se mostrava otimista com a “liberação do retorno das partidas do campeonato, seguindo todos os protocolos de biossegurança estabelecidos pelas autoridades públicas competentes”.

O estadual ficou suspenso de 20 de março a 2 de abril por conta do decreto que estabelecia medidas mais rígidas de isolamento social para conter o avanço da Covid-19 em todo o RN.

G1 RN

Inmet emite alertas de chuvas intensas e acumulado de chuvas para 29 cidades do RN

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de acumulado de chuva para 29 municípios do Rio Grande do Norte. O aviso foi i...