sábado, 3 de abril de 2021

Mais de 400 hospitais se juntam para importar kit intubação

 Mais de 400 hospitais privados e Santas Casas negociam com duas grandes importadoras a compra internacional de medicamentos do kit intubação, como propofol, anestésicos, relaxantes musculares e neurobloqueadores, já escassos em hospitais brasileiros diante da alta ocupação de pacientes com coronavírus nas UTIs. As duas tradings estão procurando produtos em indústrias farmacêuticas nos Estados 
Unidos, na Índia e em outros países da Ásia.

Ao todo, 420 instituições se reuniram para adquirir os remédios. O cadastro e a organização dos hospitais e dos itens deficitários foram feitos pela CMB (Confederação das Misericórdias do Brasil), com apoio do SindHosp, sindicato dos hospitais privados de São Paulo.

Quando as tradings encontrarem os produtos e a compra for aprovada, o prazo de chegada ao Brasil é de até dois dias por via aérea. Depois, são mais dois dias até o hospital de destino. O reforço deve aliviar o desabastecimento.

Para o SindHosp, os hospitais reunidos têm maior chance de conseguir boa negociação de volume, preço e prazo para os produtos. As entidades aguardam a disponibilidade dos medicamentos no mercado internacional e a definição dos preços para a aprovação final dos compradores.​

FOLHAPRESS

Tenente Laurentino Cruz-RN: Campanha em prol de uma prótese de fêmur para Jeová (Vanzinho)

Jeová está com sérias complicações e entre tantos problemas está a perder os movimentos das pernas. Pra que isso não aconteça será necessá...