sexta-feira, 16 de abril de 2021

Preço da gasolina sobe oito vezes mais do que o reajuste anunciado pela Petrobras

Os postos de gasolina não dão trégua aos consumidores. Em alguns estabelecimentos do Distrito Federal, o preço do combustível aumentou oito vezes mais do que o anunciado pela Petrobras. A estatal informou que, nesta sexta-feira (16/04), o litro da gasolina ficaria R$ 0,05 mais caro nas refinarias. Pois postos localizados no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) reajustaram o valor do combustível na bomba em R$ 0,40 por litro, de R$ 5,399 para R$ 5,799.

A alegação de representantes do setor de revenda é de que os preços praticados antes do anúncio do reajuste feito pela Petrobras se referiam a promoções. Agora, voltaram para a realidade. Segundo eles, não se pode esquecer que, nas últimas semanas, a petroleira havia pesado a mão nos aumentos.

Ainda há gasolina a R$ 5,399

Quem se der ao trabalho de pesquisar, vai encontrar preços mais acessíveis nos postos. Em Águas Claras, às margens da EPTG, a via mais movimentada do Distrito Federal, os motoristas podem encher o tanque do carro com a gasolina variando entre R$ 5,399 e R$ 5,499.

Mas, como diz o gerente de um dos postos, tudo pode mudar rapidamente. Ou seja, onde está mais barato hoje pode subir a qualquer momento. “Os preços dos combustíveis estão imprevisíveis”, diz um gerente. “Quando menos se espera, chega uma tabela nova”, acrescenta.

Entre os empresários, há uma grande expectativa em torno da política de preços da Petrobras. A empresa está sob novo comando. Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro, o general Joaquim Luna e Silva foi nomeado para presidir a estatal.

A perspectiva no Palácio do Planalto é de que, com Luna e Silva no comando da Petrobras, as mudanças nos preços da gasolina e do diesel sejam mais espaçadas e menos vinculadas às bruscas oscilações do mercado internacional.

CORREIO BRAZILIENSE

Município de Tenente Laurentino Cruz emite Certidão Negativa de Débitos Federais

Após 6 anos, o município de Tenente Laurentino Cruz/RN consegue emitir novamente Certidão Negativa de Débitos Federais junto a Receita Feder...