quinta-feira, 19 de agosto de 2021

População deve fazer uso racional da água no período de calor, alerta Caern

Foto: CAERN/ASSECOM

Estamos no período mais quente do ano no semiárido do Estado. O consumo de água aumenta nesse período, em que as chuvas não estão mais presentes. Por esse motivo, o alerta da Caern é para usar a água de forma racional. Conforme dados do Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (IGARN), as reservas hídricas no Estado chegam a 46,98%, nos mananciais com monitoramento pelo órgão. Existem regiões que preocupam como o Seridó do Rio Grande do Norte.

A região Seridó foi a que teve o menor nível de recarga em mananciais no período do inverno 2021. Por esse motivo deverá ser a região que terá mais rodízios de abastecimento neste segundo semestre. A Caern avalia alternativas e rodízios mais longos para algumas cidades seridoenses. Entre elas, a cidade de Jardim do Seridó, em razão do baixo volume do Zangalheiras.

Em Cruzeta, o rodízio deve começar ainda nesse semestre. Currais Novos, Acari, e Parelhas, a previsão de rodízio é antes do próximo inverno. “A população precisa ajudar adotando hábitos de uso racional da água. Nós que somos do Seridó, historicamente tivemos períodos de dificuldade, e ao longo dos anos estamos cada vez mais conscientes em dizer não ao desperdício”, analisa o gerente da Regional Seridó, Adelson Santos.

No início do ano, a Região Alto Oeste gerava preocupação. Mas houve uma melhora no cenário com acúmulo de água em mananciais críticos, entre eles a barragem de Pau dos Ferros e o açude da cidade de São Miguel. Houve recuperação, mas é preciso cuidar da água para que o benefício do abastecimento regular se estenda até o próximo inverno. Apenas a cidade de Paraná no Alto Oeste se encontra em colapso total de abastecimento, mas nos próximos dias a Caern deverá retomar o abastecimento. Além dela, Serra do Mel está em colapso parcial. Em todas as regiões são 69 cidades com rodízio.

Dados analisados anualmente mostram o aumento do consumo de água na segunda maior cidade do Estado. A partir do mês de agosto, o consumo cresce em Mossoró. Ações como combate às ligações irregulares de água e instalação de hidrômetros estão entre as ações para reduzir reclamações no fornecimento de água.

O aumento no consumo de água também pode afetar cidades em regiões que ainda não possuem problemas de abastecimento. A análise de cenário é feita pela Caern levando em consideração dados como consumo médio e quantidade de água acumulada nos mananciais. Por isso o ideal é evitar o desperdício e usar corretamente a água nas atividades diárias.

Município de Tenente Laurentino Cruz emite Certidão Negativa de Débitos Federais

Após 6 anos, o município de Tenente Laurentino Cruz/RN consegue emitir novamente Certidão Negativa de Débitos Federais junto a Receita Feder...